ABRAÇÃO DE BOAS-VINDAS.



PODE ENTRAR. FIQUE Á VONTADE.

VOCÊ NO CANTO DA POESIA,

AO ENTRAR TRAZ ALEGRIA

AO SAIR DEIXA SAUDADE.

UM POUCO DE MIM



SOU PERNAMBUCANO NASCIDO EM GARANHUNS. CRIADO NO MATO, NA FAZENDA LAGOA DE BELAMENTE, DISTANTE 12 KM DO COLÉGIO DIOCESANO ONDE ESTUDEI O 1º CICLO. ANTES DISSO ESTUDAVA EM CASA NUMA ESCOLA RURAL FUNDADA POR MEU PAI, NO TEMPO DA PALMATÓRIA.
FOI UMA LINDA INFÂNCIA, CONVIVENDO COM UM POVO SIMPLES, HONESTO E TRABALHADOR.
APRENDI GOSTAR, ADMIRAR E SEGUIR ESSA GENTE BOA, HUMILDE, SINCERA, SOFREDORA, CHEIA DE SABEDORIA, DE RESPONSABILIDADE E DE ALMA FORROZEIRA, VERSOS BREJEIROS, DE BENDITOS E REISADOS, DE ABOIOS E TOADAS, DAS CONVERSAS SEMPRE AFINADAS E AS VIOLAS TAMBÉM.
DEPOIS DE HOMEM QUASE FEITO, FUI AOS POUCOS ME AFASTANDO, COMO TODOS OS RAPAZES DE CIDADES SEM INDÚSTRIAS, QUE SAEM A PROCURA DE MELHORES RUMOS. ESTIVE NA AERONÁUTICA, EM RECIFE, DOIS ANOS. EM 60 FUI TRABALHAR NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO. MAS MEU PENSAMENTO VIVIA NO NORDESTE, NA COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO, CHESF. EM 64 CONSEGUI UMA VAGA E ENTREI NA
MÃE CHESF. NELA GANHEI E GOZEI A VIDA. FIZ O 2º CICLO EM RECIFE E FIZ 8 CURSOS TÉCNICOS POR CONTA DA EMPRESA. (E POR MINHA CONTA ME ESPECIALIZEI EM DANÇA-DE-RODA, RABO-DE-SAIA, NOITES VIRADAS, LUZ NEGRA, PÉ-DE-BALCÃO, CAMA REDONDA E OUTROS CURSINHOS IMPORTANTES. SÓ NÃO FIZ O DE CACHAÇA, PORQUE ESSE EU JÁ TRAZIA). EM 27 ANOS DE AGRADÁVEIS SERVIÇOS PRESTADOS NA MÃE CHESF, VASCULHEI O NORDESTE DE CABO A RABO. TENHO POR ESSA EMPRESA, UMA VERDADEIRA GRATIDÃO. PELO RIO SÃO FRANCISCO, TENHO UMA LINDA VENERAÇÃO. ELE ME PARECE UM SANTO. COSTUMO DIZER QUE ESSE RIO VALE MAIS QUE DEZ MILHÕES DE POLÍTICOS. SEMPRE TORCI FERVOROSAMENTE PELO PROJETO DE TRANSPOSIÇÃO DAS ÁGUAS DO SÃO FRANCISCO. PRINCIPALMENTE POR PENSAR QUE A FINALIDADE PRINCIPAL DO VELHO CHICO É SERVIR Á POPULAÇÃO NECESSITADA. E UM PROJETO DO TEMPO DE D. PEDRO II, NUNCA SAIU DO PAPEL POR CULPA DE POLÍTICOS SALAFRÁRIOS. MAIS DE 100 ANOS DE SOFRIMENTOS, HUMILHAÇÕES E ATRASOS DE UM POVO CHEIO DE DECÊNCIA, DE DIGNIDADE.
NO 'GOVERNO LULA' HOUVE O PONTA-PÉ INICIAL E ESPERO QUE A DILMA TRAGA MUITA FORÇA E BOA VONTADE NA EXECUÇÃO DA OBRA E QUE DEUS COM A SUA SABEDORIA E BONDADE, PROTEJA ESSE PROJETO E NÃO O DEIXE POR AÍ NO ROL DAS OBRAS INACABADAS. NA CHESF, ‘ARRUDIANDO’ O NORDESTE POR ESTES SERTÕES QUERIDOS E SOFRIDOS, EU TIVE A SORTE DE PLANTAR, REGAR E COLHER OS FRUTOS DOS BONS CONVÍVIOS COM ESSE POVO BOM E AMIGO, NASCIDO E CRIADO NO SERTÃO, ONDE FUI ENGROSSANDO AS VEIAS DA POESIA. E DE TÃO ENFEITIÇADO PELAS COISAS DO SERTÃO, DEPOIS DE APOSENTADO (1991) FORAM SURGINDO MILHARES DE VERSOS E EU FUI TENTANDO FALAR DAS BELEZAS NATURAIS DO SERTÃO E DOS SEUS GUERREIROS QUERIDOS E INJUSTIÇADOS.


LIVROS PUBLICADOS:

COISAS DO SERTÃO E ÔTAS COISA
SERTÃO DE RIBA A BAXO
PASSADO NA PENEIRA
SERTÃO DE ESPINHOS E FLORES
SERTÃO DE RISOS E DORES
SERTÃO: O BERÇO DA POESIA
MEU SERTÃO SECO DE AJUDA
GARANHUNS, TERRA DAS FLORES, DE AMOR, DE PAZ E FRIO
DIZENDO COMO TE AMO
COQUITEL DE POESIAS
VAQUEJADAS E PRESEPADAS.

QUERO REGISTRAR AQUI A MINHA GRATIDÃO A QUEM PROCURA UMA FORMA DE ME AJUDAR.

UM ABRAÇO DE AMIZADE, DE PAZ E DE POESIA.


ALDEMAR.













quarta-feira, 31 de março de 2010

SEM A MINHA POESIA.

NOVA JERUZALÉM-PE. O MAIOR TEATRO DO MUNDO. AO AR LIVRE.

SEM A MINHA POESIA.


SEMANA SANTA, 2010.

(POSTADO EM GARANHUNS-PE)

COMO A GENTE VIVERIA
SEM OUVIR OS PASSARINHOS
SEM FLORES PELOS CAMINHOS
SEM A MINHA POESIA?
SEM O RAIAR DE NOVO DIA
SEM O MAR QUE NOS SEDUZ
SEM O AMOR QUE CONDUZ
AS MARAVILHAS DA PAZ
MAS TUDO ISSO SE FAZ
COM O OLHAR DE JESUS.

terça-feira, 30 de março de 2010

SEM O OLHAR DE JESUS.

CONHEÇA NOVA JERUZALÉM EM FAZENDA NOVA-PE.
O MAIOR TEATRO A CÉU ABERTO DO MUNDO.


SEM O OLHAR DE JESUS.

SEMANA SANTA, 2010.

PENSE NA VIDA DA GENTE
SEM O ENCANTO DAS FLORES
SEM A BELEZA DAS CORES
QUE NOS TRAZ O SOL-NASCENTE.
SEM A ÁGUA DA VERTENTE
SEM A PROTEÇÃO DA CRUZ
SEM OS VERSOS QUE COMPUS
SEM A NOSSA ESTRELA-GUIA
E NADA DISSO EXISTIRIA
SEM O OLHAR DE JESUS.

segunda-feira, 29 de março de 2010

SE CUIDE!

SE CUIDE!

SE TE PEGO DESPREVENIDA
VOU BEIJAR VOCÊ TODINHA
TE DOU UMA PICADINHA
DEIXO NA CAMA ESTENDIDA.
MAS SE EU VER NOVAMENTE
VOCÊ TODA DESCUIDADA
VOLTAREI MUITO CONTENTE
PRA TE DÁ OUTRA PICADA.



Assinado:
Aedes aegypti.
.

NA PENTAGÓRIA DA SAUDADE.

PEGUEI O PRETO VELHO FUMANDO NO ESCURO.

NA PENTAGÓRIA DA SAUDADE.

GARANHUNS, Julho/2009
(O SONETO MAIS ROMÂNTICO QUE CONSEGUI COMPOR)

NO VERDE LÍRIO DOS FIRUFIS LECTÁCIOS
TEU OLHAR DE PLENÚRIAS INFALÂNCIAS
FEZ-ME SENTIR LENIFÍCIOS DE SINDICÂNCIAS
NO CORAÇÃO DOS MENETÉRIOS MAIS PLENÁCIOS.

NA PRESENTILHA DE TEUS SEIOS REMILÁCEOS
SENTI UM BELO BAITICUM DAS CLINICÂNCIAS
E NO LINDO POLYVISMO DOS CREMÁCIOS
SENTI NO EIXO DA CAFUNDA, AS CIRCUNSTÂNCIAS.

MEU AMOR NA EXTRALÓYDE DA PENTAGÓRIA
TEM OS AMPLÉGIOS DA RENITUDE FINELÓRIA
TEM OS ANTERÍGENOS PLEONÍTICOS DA SAUDADE.

AS FLORES AMBLÓCIAS DA TUA FERTIMETRIA
FAZEM PERPÉTUAS AS ANTILANCIAS DA POESIA
NAS PORNOFONIAS DO SERTÃO E DA CIDADE.

O SOL COM SEU ESPLENDOR

VISITE NOVA JERUZALÉM
EM FAZENDA NOVA-PE.
O MAIOR TEATRO A CÉU ABERTO DO MUNDO.
O SOL COM SEU ESPLENDOR.


SEMANA SANTA, 2010

COMO É LINDA A SINFONIA
DOS PASSARINHOS NA MATA
E A LUA COR-DE-PRATA
INSPIRANDO POESIA.
O SOL AO NASCER DO DIA
COM TODO O SEU ESPLENDOR
FAZ O CÉU MUDAR DE COR
COM SEU PINCEL INVISÍVEL
MAS NADA DISSO É POSSÍVEL
SEM O OLHAR DO SENHOR.

domingo, 28 de março de 2010

LIVRE DONO DA CAMPINA.

LIVRE DONO DA CAMPINA.

FAZENDA NOVA, 28. 03. 2010.



POESIA EM MINHA TERRA
TÁ NA FLOR DO JUAZEIRO
TÁ NOS BRAÇOS DO CRUZEIRO
CRAVADO EM CIMA DA SERRA.
TÁ NO BEZERRO QUE BERRA
LIVRE DONO DA CAMPINA
TÁ NA ÁGUA CRISTALINA
DOS NOSSOS MANANCIAIS
TÁ NOS LÁBIOS SENSUAIS
DA MATUTA NORDESTINA.

DEVAGAR, DEVAGARINHO.



DEVAGAR, DEVAGARINHO.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


BEM NA PONTINHA DO PÉ
ELA ENTROU DEVAGARINHO
SEUS PASSOS TINHAM COMPASSO
SEU OLHAR TINHA CARINHO
O SEU ANDAR ERA LINDO
O PERFUME SE EXPANDINDO
TOMOU CONTA DO MEU NINHO.

DA CAMA SUBÍ ÁS NUVENS
VI ESTRELAS AO SEU LADO
DEIXOU-ME DEVAGARINHO
O CORAÇÃO DESPADAÇADO
DEIXOU UM SORRISO LINDO
DEIXOU DOIS OLHOS SORRINDO
E UM LENÇOL LAMBUZADO.

FIZEMOS DEVAGARINHO
TANTO AMOR COM TANTO GOSTO
QUE SENTI BEM RAPIDINHO
MEU CORPO TODO INDISPOSTO
O MEU BOLSO DESFALCADO
O MEU PESCOSSO MANCHADO
MAIS UMA RUGA NO ROSTO.

ELA ENTROU DEVAGARINHO
FOI ENTRANDO, FOI ENTRANDO
TOMOU ALMA E CORAÇÃO
OUTRAS PARTES FOI TOMANDO
E AGORA ESTOU SENTINDO
A AUSENCIA DIMINUINDO
E O AMOR AUMENTANDO.

sábado, 27 de março de 2010

PASSADO FINGIDO.

EUZINHO COM 4 ANINHOS.

PASSADO FINGIDO.


EU ME RECORDO BASTANTE
DE QUANDO FUI PEQUENINO
DOS BRINQUEDOS DE MENINO
DAS TROÇAS DE ESTUDANTE.
UM PASSADO INEBRIANTE
QUE NA MEMÓRIA FICOU
E SE A VELHICE CHEGOU
É COISA QUE NÃO ME ATINGE
PORQUE MEU PASSADO FINGE
QUE AINDA NÃO PASSOU.

MUDANÇA DE UNIVERSOS.

MUDANÇA DE UNIVERSOS.


MINHA MÃE SEMPRE CANTOU
E RECITOU POESIAS
NÃO SEI POR QUE ESSES DIAS
DEUS LHE DEU, DEPOIS TOMOU.
NO MESMO CAMINHO ESTOU
COMO UM SEGUIDOR FIEL
E NO MOMENTO CRUEL
DE MUDAR DE UNIVERSOS
IREI FAZER OS MEUS VERSOS
COM MINHA MÃE LÁ NO CÉU.

sexta-feira, 26 de março de 2010

UMA CIDADE SEM BAR?

UMA CIDADE SEM BAR?


UMA MULHER SEM AMOR
É UM ROSÁRIO SEM CRUZ
É UMA ESTRELA SEM LUZ
É UMA PLANTA SEM FLOR.
É UMA TINTA SEM COR
UMA NOITE SEM LUAR
UMA CIDADE SEM BAR
UM CASTELO SEM CONDESSA
É UM PREGO SEM CABEÇA
UM MUNDO SEM
ALDEMAR.

quinta-feira, 25 de março de 2010

UM MOTEL SEM CAMA?

UM MOTEL SEM CAMA?

UMA MULHER SEM CARINHO
É UMA ESTRELA SEM BRILHO
É UMA ESPIGA SEM MILHO
É UMA AVE SEM NINHO.
É UMA ADEGA SEM VINHO
UMA IGREJA SEM ALTAR
UM DANÇARINO SEM PAR
UM FOGAREIRO SEM CHAMA
UM DORMITÓRIO SEM CAMA
UM MUNDO SEM
ALDEMAR.

UMA LÁGRIMA SORRIDA.

UMA LÁGRIMA SORRIDA.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


O AMOR É ATRAENTE
É CRUEL, IRREVERENTE
É AMIGO INCONSEQUENTE
DÁ VIDA E DEPOIS DESTRÓI.
MAS TEM AMOR NESSA VIDA
IGUAL A PIMENTA ARDIDA
DÁ UMA LÁGRIMA SORRIDA
DÁ UMA DOR QUE NÃO DÓI.

quarta-feira, 24 de março de 2010

QUANDO A DOR É MAIS DOÍDA.

QUANDO A DOR É MAIS DOÍDA.

CARUARU, 24. 03. 2010.


O AMOR É LINDO DEMAIS
GRANDES ALEGRIAS TRAZ
MAS TEM UM AMOR QUE FAZ
ESTRAGOS NA NOSSA VIDA.
É AQUELE AMOR SEM FEL
QUE COM SEU GOSTO DE MEL
LEVA A GENTE ATÉ O CÉU
PRA QUEDA SER MAIS DOÍDA.

A FALTA QUE VOCÊ FAZ.

A FALTA QUE VOCÊ FAZ.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


O SANGUE FICA AGITADO
A NOITE NA MINHA CAMA
O MEU CORAÇÃO TE CHAMA
FICO SONHANDO ACORDADO.
SE NÃO TE VEJO AO MEU LADO
MINHA SAUDADE É DEMAIS
MINHA ALMA NÃO TEM PAZ
MINHA TRISTEZA SE EXPANDE
SÓ EU SEI O QUANTO É GRANDE
A FALTA QUE VOCÊ FAZ.

terça-feira, 23 de março de 2010

OCEANO DE AMOR.

OCEANO DE AMOR.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


NAS ONDAS DA ILUSÃO
VOU CONTIGO FLUTUANDO
COMIGO VAIS NAVEGANDO
NA MARÉ DO CORAÇÃO.
NO MAR DA TUA PAIXÃO
QUERO SER UM PESCADOR
MEU CORPO PEDE O CALOR
DO TEU CORPO DE SEREIA
TEU CORAÇÃO SE BRONZEIA
NA PRAIA DO MEU AMOR.

IRMÃO DE JESUS.

IRMÃO DE JESUS.


QUE IMPORTA SE ESTOU
VARANDO A NOITE E O DIA
SE BEBENDO TAMBÉM SOU
FILHO DA VIRGEM MARIA?
SE MEU IRMÃO JÁ DIZIA
QUE A BEBIDA EM EXAGERO
É O MAIS DOCE TEMPERO
QUE EXISTE PRA POESIA?

TUDO TEM SEU TEMPO CERTO.

TUDO TEM SEU TEMPO CERTO.

SUA VIDA ERA SEM GRAÇA
SEU MUNDO ESTAVA PARADO
NO SEU CORAÇÃO FECHADO
JÁ NÃO ENTRAVA CALOR.
ELA JÁ NÃO CULTIVAVA
O JARDIM DA SUA MENTE
JÁ NÃO PLANTAVA A SEMENTE
DA PAIXÃO OU DO AMOR.

JÁ NÃO HAVIA ALEGRIA
NO SEU POBRE CORAÇÃO
QUANDO PENSAVA EM PAIXÃO
NÃO BRILHAVA O SEU OLHAR.
A FRIEZA DO SEU LEITO
UMA LÁGRIMA ESCONDIA
NO SEU PEITO SÓ HAVIA
VONTADE LOUCA DE AMAR.

ATÉ QUE EM FIM O DESTINO
LHE FEZ UMA CORTESIA
DEU A ELA UM NOVO DIA
POR JESUS RECOMENDADO.
NUMA NOITE DE NATAL
A INTERNET ABENÇOADA
LHE ENTREGOU DE MÃO BEIJADA
O SEU POETA ENCANTADO.

ENCONTRO DE CORAÇÕES.

ENCONTRO DE CORAÇÕES.

*EXEMPLO DE VERSOS BRANCOS.


QUANDO O RAIO DO SOL-POENTE
BORDAVA O TETO DA TERRA
VOCÊ APARECEU TÃO LINDA
TÃO MEIGA, TÃO RISONHA
VOCÊ ERA A MINHA DEUSA.

QUANDO A BORRACHA DA NOITE
FOI APAGANDO AS MONTANHAS
FICAMOS ENTRE AS NUVENS
COM ABRAÇOS CALOROSOS
VOCÊ ERA UM GRANDE AMOR.

QUANDO A LUZ DA LUA NOVA
NOS DEVOLVEU AS MONTANHAS
NOSSOS CORPOS ENLAÇADOS
ESTAVAM TAMBÉM NA LUA
VOCÊ ERA A MINHA ESTRELA.

QUANDO O RAIO DO SOL-NASCENTE
BEIJOU OS SEIOS DA SERRA
FOI MAIS LONGO NOSSO BEIJO
PRENÚNCIO DE DESPEDIDA
VOCÊ JÁ ERA UMA SAUDADE.


* O VERSO BRANCO NÃO TEM RIMA.

segunda-feira, 22 de março de 2010

ENTRE VINHOS E ENTRE TUDO.

ENTRE VINHOS E ENTRE TUDO.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


CERVEJA
DE ONDE VINHO
E NÃO ME CAMPARE
COM QUALQUER RUM.

PENSE COM SERENIDADE.

PENSE COM SERENIDADE.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


SE VOCÊ PENSA EM ME DEIXAR
PENSE, PENSE, PENSE MAIS
PENSE COM SERENIDADE
E PENSE BEM NA QUALIDADE
DO AMOR QUE A GENTE FAZ.

CRUZ DE CARNE E OSSO.

CRUZ DE CARNE E OSSO.

DO LIVRO:
SERTÃO DE ESPINHOS E FLORES.


ESPOSA É CARGA PESADA
PRA UM HOMEM CARREGAR
UMA CRUZ DE CARNE E OSSO
DIFÍCIL DE TRANSPORTAR
MAS ELE NÃO GOSTA QUANDO
VEM OUTRO PRA LHE AJUDAR.

sábado, 20 de março de 2010

AMOR, DOCE AMOR.

AMOR, DOCE AMOR.

CARUARU, 20. 03. 2010


ESCUTEI NO INFINITO
A PALAVRA DO SENHOR
DIZENDO QUE O AMOR
DE MÃE É SEMPRE BONITO.
DISSE QUE ESTAVA ESCRITO
NO ANTIGO TESTAMENTO
QUE MÃE TEM UM SENTIMENTO
DE AMOR DOCE E PROFUNDO
DO TAMANHO DESSE MUNDO
LINDO COMO O FIRMAMENTO.

sexta-feira, 19 de março de 2010

A MULHER QUE MAIS AMEI.

A MULHER QUE MAIS AMEI.

GARANHUNS, 19. 03. 2010.


DE MANHÃ CEDO EU TOMEI
UMA DECISÃO BONITA
DE FAZER UMA VISITA
A MULHER QUE MAIS AMEI.
DE UMA ROSEIRA TIREI
A FLOR MAIS NOVA QUE HAVIA
E ERA TANTA A ALEGRIA
PRA VER MINHA MÃE FELIZ
QUE OLHANDO A ROSA EU FIZ
UM BUQUÊ DE POESIA.

quinta-feira, 18 de março de 2010

CANTANDO A AVE-MARIA.

CANTANDO A AVE-MARIA

PAULO AFONSO, 18. 03. 2010.


O MEU SONHO FICOU LINDO
O CÉU ESTAVA AZULADO
DO HORIZONTE DOURADO
MINHA MÃE VINHA SAINDO.
ELA ME OLHAVA RINDO
RECITANDO POESIA
O VERSO QUE ELA DIZIA
DO MEU CORAÇÃO NÃO SAI
E JUNTO DELA O MEU PAI
CANTAVA A AVE-MARIA.

quarta-feira, 17 de março de 2010

LOUCURAS DE AMOR.

LOUCURAS DE AMOR.

DO LIVRO:
MEU SERTÃO SECO DE AJUDA.


SE ME VER CANTAR CHORANDO
SORRIR ATÉ FICAR ROUCO
RASGAR CÉDULAS DE CEM
REZAR MUITO E BEBER POUCO
FICAR DESPIDO NA RUA
NÃO RECLAME, A CULPA É SUA
QUEM MANDOU ME DEIXAR LOUCO?

UM BEIJO EM TEU CORAÇÃO.

UM BEIJO EM TEU CORAÇÃO.

DO LIVRO:
MEU SERTÃO SECO DE AJUDA.


QUE SE UNAM NOSSAS ALMAS
COM VERDADEIRA PAIXÃO
QUE VIVAM NOSSOS ESPÍRITOS
NA MAIS PERFEITA UNIÃO
QUERO VER EM NOSSO LEITO
TEU CORAÇÃO EM MEU PEITO
BEIJANDO O MEU CORAÇÃO.

CARGA PESADA.

CARGA PESADA.

DO LIVRO:
MEU SERTÃO SECO DE AJUDA.


AINDA É LONGA A CAMINHADA
O HORIZONTE É DISTANTE
EU VEJO MAIS ADIANTE
SE AFUNILANDO A ESTRADA.
MINHA CARGA ESTÁ PESADA
E JÁ IMPLORO A JESUS
QUE AFASTE DE MIM A LUZ
DESEQUILIBRE MEUS PASSOS
TIRE A FORÇA DE MEUS BRAÇOS
DEIXE CAIR ESSA CRUZ.

A CRIAÇÃO DA CHESF.

A CRIAÇÃO DA CHESF.
DO LIVRO:
COISAS DO SERTÃO E ÔTAS COISA.


NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS O RIO SÃO FRANCISCO
E A CACHOEIRA DE PAULO AFONSO.

A CACHOEIRA TINHA FORMA E ERA CHEIA.
MAS HAVIA TREVAS SOBRE A FACE DO NORDESTE.
E O ESPÍRITO DE DEUS SE MOVIA SOBRE
A FACE DO NORDESTE.

E DISSE DEUS: HAJA A CHESF E PRODUZA-SE LUZ.
E HOUVE A CHESF E PRODUZIU-SE LUZ. E
VIU DEUS QUE ERA BOA A LUZ.

E FEZ DEUS A IGUALDADE ENTRE A CHESF NO
NORDESTE E OS LUMINARES NA EXPANSÃO
DOS CÉUS. E FOI O FINAL DA PRIMEIRA
METADE DO SÉCULO XX.

NO FINAL DA SEGUNDA METADE DO SÉCULO
XX, DISSE DEUS:
TODOS AQUELES POLÍTICOS BANDIDOS,
VAGABUNDOS E SAFADOS QUE TENTAREM
PRIVATIZAR A CHESF, RECEBERÃO UMA DESCARGA
ELÉTRICA NO SACO, MORRERÃO CARBONIZADOS
E MALDITOS SERÃO NOS QUINTOS DO INFERNO POR
TODOS OS SÉCULOS DOS SÉCULOS, AMÉM.

AMOR DE MÃE.

AMOR DE MÃE.


O AMOR DE MÃE É HOJE
O MESMO AMOR DE OUTRORA
QUE É NO PEITO DA GENTE
O AMOR QUE MAIS DEMORA
E A MINHA MÃE QUERIDA
SEMPRE FOI BEM PARECIDA
COM DEUS E NOSSA SENHORA.

terça-feira, 16 de março de 2010

FALO DAS COISAS DO AMOR.

FALO DAS COISAS DO AMOR.

CARUARU, 16. 03. 2010.


EU SEMPRE FALO DE PAIXÃO
DE CIÚME E DE SAUDADE
DE PAZ E FELICIDADE
DE TRISTEZA E SOLIDÃO.
EU FALO DO MEU SERTÃO
DA CAATINGA E DO CERRADO
DO POLÍTICO SAFADO
DO SUOR DO LAVRADOR
FALO DAS COISAS DO AMOR
DE UM POETA APAIXONADO.

SAÚDE E FELICIDADE.

SAÚDE E FELICIDADE.

CARUARU, 16. 03. 2010.



NA PISTA DE VAQUEJADA
CAI O BOI, SOBE A POEIRA
DIA DE SEGUNDA-FEIRA
A RESSACA É MAIS PESADA.
DINHEIRO NÃO VALE NADA
COISA BOA É AMIZADE
QUEM AMA SÓ TEM MALDADE
QUEM TEM RANCOR ME PERDOA
QUEM BEBE TEM VIDA BOA
SAÚDE E FELICIDADE.

sábado, 13 de março de 2010

VERSOS QUE BRINCAM NO CHÃO.

VERSOS QUE BRINCAM NO CHÃO.

GARANHUNS, 13. 03. 2010.



QUANDO ANDO NO SERTÃO
REMOENDO O MEU PASSADO
EU VEJO PRA TODO LADO
VERSOS BRINCANDO NO CHÃO.
TEM NAS CORES DO PAVÃO
NA RAIZ DO ALECRIM
NO PERFUME DO JASMIM
NAS CHUVINHAS PASSAGEIRAS
E NO AMOR SEM FRONTEIRAS
QUE MAMÃE SENTE POR MIM.

sexta-feira, 12 de março de 2010

NOSSO ORIENTE.

JOÃO PESSOA-PB
(CENTRO HISTÓRICO)

NOSSO ORIENTE.

PAULO AFONSO, 12. 03. 2010.


MAMÃE AJUDA A JESUS
ORIENTAR NOSSA MENTE
DÁ PERDÃO AO INOCENTE
AO HEREGE MOSTRA A CRUZ.
ENVIA RAIOS DE LUZ
AO MEU DOM DA POESIA
NO ENTANTO EU PREFERIA
QUE MUITO ALÉM DESSE DOM
VOLTASSE O TEMPINHO BOM
QUE EM SEU COLO EU DORMIA.

quinta-feira, 11 de março de 2010

ENTRE SINOS QUE BADALAM.

ENTRE SINOS QUE BADALAM.

GARANHUNS, 11. 03. 2010.


O MEU VERSO ANDA VAGANDO
ENTRE SINOS QUE BADALAM
ENTRE PLANTAS QUE EXALAM
O PERFUME MEIGO E BRANDO.
TÁ NO BEM-TE-VI CANTANDO
SUA CANÇÃO PREFERIDA
TÁ NA FLOR ESMAECIDA
COM SEU AROMA DISTINTO
TÁ NA SAUDADE QUE SINTO
DA MINHA MAMÃE QUERIDA.

quarta-feira, 10 de março de 2010

ONDE VEJO MEUS VERSOS.

ONDE VEJO MEUS VERSOS.

CARUARU, 10. 03. 2010.


VEJO VERSOS NO POUSO DO GAVIÃO
ENTRE AS NOSSAS CAMPINAS VERDEJANTES
ENTRE A LUZ DE ESTRELAS CINTILANTES
ENTRE CORPOS NA ETERNA TRANSIÇÃO.
NOS PEDREGULHOS QUE ROLAM PELO CHÃO
NAS FERAS QUE SE AMAM PELA MATA
NAS ÁGUAS QUE ROLAM NA CASCATA
NOS TECIDOS AZUIS DA BORBOLETA
NO PERFUME SUTIL DA VIOLETA
E NOS LÁBIOS EXCITANTES DA MULATA.

POR ONDE ANDA A POESIA?

POR ONDE ANDA A POESIA?

CARUARU, 10. O3. 2010.


POESIA EM MEU SERTÃO
ANDA POR DENTRO DE MIM
NA MESA DO BOTEQUIM
NAS CORDAS DO VIOLÃO.
NO POUSO DO GAVIÃO
NO RAIAR DE MAIS UM DIA
TÁ NO CHEIRO QUE SAÍA
DA TRIPA ASSANDO NA GRELHA
DO FOGÃO DA CASA VELHA
ONDE EM CRIANÇA EU VIVIA.

TUDO É POESIA.

TUDO É POESIA.

CARUARU, 10. 03. 2010.


POESIA TAMBÉM É
UM BULE VELHO SEM ASA
UMA FOGUEIRA SEM BRASA
UM SÃO JOÃO SEM BUSCA-PÉ.
UM SACERDOTE SEM FÉ
UM BUEIRO SEM FUMAÇA
UMA BELEZA SEM GRAÇA
DUAS PAIXÕES RECOLHIDAS
DUAS ILUSÕES PERDIDAS
UMA AVENTURA QUE PASSA.

segunda-feira, 8 de março de 2010

SÃO JOÃO NA ROÇA.

SÃO JOÃO NA ROÇA.


CARUARU, 08. 03. 2010


UM BUSCA-PÉ NA CARREIRA
QUEIMA RENTE COM O CHÃO
QUEIMA NO AR O BALÃO
E O MILHO NA FOGUEIRA.
UMA LINDA COZINHEIRA
DANÇA COMIGO UM BAIÃO
SINTO CHEIRO EM SUA MÃO
DO CAFÉ TORRADO EM CASA
O SEU OLHAR COR-DE-BRASA
SAPECOU MEU CORAÇÃO.

domingo, 7 de março de 2010

NOSSO LINDO AZUL CELESTE.

VISITE AS CACHOEIRAS DE BONITO-PE.

NOSSO LINDO AZUL CELESTE.

CARUARU, 07. 03. 2010.


QUANDO DEUS, O DIVINO CRIADOR
QUE DO MUNDO É O GRANDE ARQUITETO
ESCOLHEU A TINTA VERDE PARA O TETO
ME CONTRATOU PARA SER O SEU PINTOR.
A MISTURA QUE EU FIZ MUDOU DE COR
O CÉU GANHOU O AZUL DOS GUAIAMUNS
MAS O MESTRE ADOROU E FEZ ALGUNS
DOS ELOGIOS MAIS BONITOS QUE OUVI
ME DEU UMA LATA DE PITU E EU BEBI
OLHANDO PARA O CÉU DE GARANHUNS.

sábado, 6 de março de 2010

COROA DE BAMBUS.

VISITE O PARQUE RUBER VAN DER LINDEN
EM GARANHUNS-PE

COROA DE BAMBUS.

GARANHUNS, 06. 02. 2010.


EU JÁ FUI UM INVENTOR MUITO BEMQUISTO
CRIEI COISAS QUE TEM VALOR IMENSO
FOI EU QUEM FABRICOU AQUELE INCENSO
QUE UM MAGO LEVOU PRA JESUS CRISTO.
O PRESENTE DA MIRRA FOI BEM-VISTO
O DO OURO EU DESACONSELHEI
PRA O VELÓRIO DE ABEL EU FABRIQUEI
UMA LINDA COROA DE BAMBUS
FIZ O PÃO DIVIDIDO POR JESUS
COM FARINHA DO TRIGO QUE EU PLANTEI.

NUVENS BRANCAS.

NUVENS BRANCAS.

GARANHUNS, 06. 03. 2010.


ACHEI LINDO O NEVOEIRO
QUE EU VI DE MANHÃNZINHA
PENSEI QUE ERA MAINHA
NO CÉU VARRENDO O TRREIRO.
EU ME LEMBREI DO BUEIRO
DO NOSSO FOGÃO DE BRASA
POR ONDE UMA NUVEM RASA
FUGIA DA CHAMINÉ
COM O CHEIRINHO DO CAFÉ
QUE MAMÃE TORRAVA EM CASA.

sexta-feira, 5 de março de 2010

GUARÁ E ANUNS.

ANTIGA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA.
ATUAL CENTRO CULTURAL.

GUARÁ E ANUNS.

GARANHUNS, 05. 02. 2010.


CERTO DIA DEUS ESTAVA INDECISO
COM AQUELAS TRAVESSURAS DE ADÃO
E ACEITOU MINHA MODESTA OPINIÃO
DE MUDAR PRA MINHA TERRA, O PARAÍSO.
EM SEU ROSTO SE ESTAMPOU LARGO SORRISO
QUANDO ELE CONSTATOU PESSOALMENTE
QUE NÃO TINHA A MAÇÃ NEM A SERPENTE
SÓ HAVIA CLIMA FRIO, GUARÁ E ANUNS
VIU QUE ERA BOM E CHAMOU DE GARANHUNS
ABRAÇOU-ME E QUASE CHORA DE CONTENTE.



quinta-feira, 4 de março de 2010

H2O FORA DE FÓRMULA.

CHESF. TOMADA D'ÁGUA DA USINA DE PAULO AFONSO IV.
H2O FORA DE FÓRMULA.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.



A LAGOA QUE TE BANHA
TEM SABOR DE JURUBEBA
NO TEU POTE TEM AMEBA
NO TEU RIO TEM PIRANHA.
EXISTE TEIA-DE-ARANHA
NOS LAGOS DE TUA MATA
TEM COBRA EM TUA CASCATA
NO TEU POÇO FALTA IODO
O FILTRO É CHEIO DE LODO
TEM FERRUGEM EM TUA LATA.

TEM LAMA NA CACHOEIRA
NO AÇUDE TEM UM BOTO
NO RIACHO TEM ESGOTO
NA BARRAGEM TEM SUJEIRA.
TEM MICRÓBIO NA TORNEIRA
CRIOU LIMO NA PISCINA
TEU COPO FEDE A LATRINA
TUA PRAIA TEM SARGAÇO
NA CISTERNA TEM ANDAÇO
NA BANHEIRA TEM URINA.

HOJE REVENDO O PASSADO
SENTES QUE NÃO FOI ACEITO
O GOLPE BAIXO EM MEU PEITO
QUE POR TI FOI APLICADO.
VIVES MANDANDO RECADO
DIZENDO-SE ARREPENDIDA
E EU TE DESEJO QUERIDA
PRA COMPENSAR MINHAS MÁGOAS
QUE SEJA COMO NAS ÁGUAS
TUDO QUE TU TENS NA VIDA.

MULTIPLICAÇÃO DE GOLES.

MULTIPLICAÇÃO DE GOLES.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


GOLES SE MULTIPLICARAM
AS ESTRELAS SE OFUSCARAM
NA TUA AUSENCIA VIBRARAM
AS CORDAS DO CORAÇÃO.
COM A SAUDADE CANTEI
COM A SOLIDÃO CASEI
COM AS LÁGRIMAS MOLHEI
AS CORDAS DO VIOLÃO.

NA PRAIA.

PRAIA PORTO DA PEDRA.
NA PRAIA.

DO LIVRO:
DIZENDO COMO TE AMO.


JÁ SE VAI A COR ESCURA
DA NOITE SE DESPEDINDO
CEDENDO ESPAÇO Á BRANCURA
DOS RAIOS DO SOL CAINDO.

A COR DO SOL ABRAÇANDO
A NOITE QUE VAI EMBORA
NOVA COR VAI SE FORMANDO
NOS PASSOS LENTOS DA AURORA.

NAQUELA ÁGUA SERENA
ESCUTANDO O TEU CANTAR
VI COMO A VOZ É PEQUENA
SOBRE A GRANDEZA DO MAR.

O VENTO BRANDO LEVAVA
TUA VOZ DE MUNDO Á FORA
O OCEANO BEIJAVA
AS FLORES DA MINHA AURORA.

O DIA SURGIU SERENO
DEPOIS DE TER ENSINADO
O QUANTO O MAR É PEQUENO
AO MEU AMOR COMPARADO.

quarta-feira, 3 de março de 2010

ESCONDERIJO DO AMOR.

ESCONDERIJO DO AMOR.

GARANHUNS, 03. 03. 2010



VENHA COMIGO HOJE A TARDE
CONHECER NOSSO CANTINHO
ELE TEM UMA CARREIRA
DE FLORES PELO CAMINHO
UM CHUVEIRÃO NO TERREIRO
A SOMBRA DE UM CAJUEIRO
E NO TELHADO UM PASSARINHO.

JÁ COLOQUEI UM BANQUINHO
NO TERRAÇO DA ENTRADA
UM BREGA NA RADIOLA
A FLOR-DE-MAIO PENDURADA
E JUNTEI COM ALEGRIA
RETALHOS DE POESIA
PRA TE DIZER NA ENTRADA.

NA VARANDA A REDE ARMADA
O VIOLÃO, O LICOR
LÁ FORA O VENTO FRESQUINHO
COCHICHANDO COM A FLOR
E NA CABEÇA DE UMA ESTACA
EU ESCREVI NUMA PLACA:
ESCONDERIJO DO AMOR.

INDECISÃO.

INDECISÃO.

DO LIVRO:
GARANHUNS, TERRA DAS FLORES,
DE AMOR, DE PAZ E FRIO.

(PARA JÚLIO IGLESIAS CANTAR.
POR SE TRATAR DE UMA CANÇÃO
EXTREMAMENTE ROMÂNTICA)


1ª PARTE

NÃO SEI SE VÁ, NÃO SEI SE FIQUE
NÃO SEI SE FIQUE, OU SE VÁ LÁ
SE EU FOR LÁ, NÃO FICO AQUI
SE EU FICAR, EU NÃO VOU LÁ.

2ª PARTE

NÃO SEI SE VÁ, NÃO SEI SE FIQUE
NÃO SEI SE FIQUE, OU SE VÁ LÁ
SE EU FOR LÁ, NÃO FICO AQUI
SE EU FICAR, EU NÃO VOU LÁ.

ESTRIBILHO

NÃO SEI SE VÁ, NÃO SEI SE FIQUE
NÃO SEI SE FIQUE, OU SE VÁ LÁ
SE EU FOR LÁ, NÃO FICO AQUI
SE EU FICAR, EU NÃO VOU LÁ.

MEU GARANHUNS

MEU GARANHUNS.

DO LIVRO:
GARANHUNS, TERRA DAS FLORES,
DE AMOR, DE PAZ E FRIO.



TERRA DE D. SIMOA
ONDE O NORDESTE GAROA
FLOR BONITA, ÁGUA BOA
CLIMA FRIO, MULHER QUENTE.
GARANHUNS DOS MEUS AMORES
DE POETAS E CANTORES
LINDA CIDADE DAS FLORES
BERÇO DE UM PRESIDENTE.

CENTRO DE BELAS COLINAS
ONDE AS ÁGUAS SÃO MAIS FINAS
VIVE CHEIO DE NEBLINAS
DE VIOLÊNCIA VAZIO.
GARANHUNS DOS MEUS AMORES
DE POETAS E CANTORES
GARANHUNS, TERRA DAS FLORES
DE AMOR, DE PAZ E FRIO.

NA BARRA DO VESTDO

NA BARRA DO SEU VESTIDO.

GARANHUNS, 03. 03. 2010.



ONTEM FIQUEI RELEMBRANDO
AQUELE TEMPO TÃO LINDO
QUE EU IA DORMIR OUVINDO
MAMÃE DE LADO CANTANDO.
E EU SÓ DORMIA QUANDO
TIVESSE OS LÁBIOS SENTIDO
O SAL DO PINGO FINGIDO
QUE DOS OLHOS DESLIZAVA
E A MINHA MÃE ENXUGAVA
NA BARRA DO SEU VESTIDO.

PEDAÇOS DE CORAÇÃO.

PEDAÇOS DE CORAÇÃO.

GARANHUNS, 03. 03. 2010.



ONTEM A NOITE EU SONHAVA
COM UM BARRIL DE CERVEJA
MUITA CARNE NA BANDEJA
MAS MEU AMOR NÃO ESTAVA.
MEU JARDIM ANUNCIAVA
UM DIA CHEIO DE FLORES
E PARA CURTIR AS DORES
DO CORAÇÃO EM PEDAÇOS
COM MEU VIOLÃO NOS BRAÇOS
IMITEI OS TROVADORES.